Bola Murcha da Copa de 70

Anúncios

Bola pesada ou bola “de campo”?

01Nobres, usamos uma bola nova, da Adidas. É society, igual às da Penalty que adotamos desde o começo do racha no Marieta. Porém, é nítido que a criança é bem mais pesada. É mais próxima de uma bola de futsal, enquanto as da Penalty são mais semelhantes às bolas de campo. Quicam mais.

Eu que gosto de bater de longe pro gol, pra isso prefiro as mais leves, pegam mais efeito, etc. Mas é inegável que com a bola pesada o jogo ficou mais técnico, bola no chão, e a danada é infinitamente melhor de dominar. Nosso campo é pequeno.

Gostaria de saber a opinião de quem jogou sábado, valendo muito também a opinião dos goleiros. O Lapa já tinha comentado sobre a necessidade de uma bola que quicasse menos.

Victor (bêbado), Lapa (bêbado), Bruno (trabalho) e Glauco (sempre bêbado, mas parece que viajou, sei lá) não jogaram, mas aguardo a opinião pra sábado que vem.

Opinião minha: com a bola pesada o jogo melhorou.

Gol do Fantástico (versão sem cortes)

Ao invés de colocar ilustração de lance ocorrido na intermediária de uma pelada já na hora da xêpa de um sujeito que estava perdendo de 6×1, prefiro rememorar um lance decisivo, de gol, com 400 pessoas na de-fora loucos por jogar, em um jogo que estava 2×2 e esperava a última bola fora.

A peleja se dava no Peixotão, o campo percussor do Marieta (na regra de três, o Peixotão está para o Marieta, assim como o Maracanã está para o Engenhão)

Detalhe na desolação dos adversários. Saramago e Gustavo Goleiro parecem não acreditar. Alface resignado somente caminha para sair de campo.

O Fantástico cortou a minha comemoração, sei lá por que motivo.

Depois posto a versão Tadeu Schmitd. Por enquanto vai essa com o áudio original com os gritinhos de Lincoln e a exasperação de Vitor Loiro.